Nossa história jamais será vermelha. Masp, 2022.

O MASP, Museu de Arte de São Paulo, censurou fotos do MST e de fotógrafos de movimentos sociais e indígenas, como João Zinclair, Andréa Vilaron e Edgar Kanaykõ, da mostra “Histórias Brasileiras”, do núcleo “Retomadas”. O museu nega censura e alega que o material foi requisitado fora do prazo estipulado para entrar na mostra, o que é negado pelas curadoras Sandra Benites e Clarissa Diniz, que resolveram não participar mais da mostra. Coincidentemente, dias atrás, o mesmo MASP cancelou o lançamento do livro de Guilherme Boulos no local, o que deixa bem claro que para o MASP e o suado bolso do patrão que mantém seus pilares em pé, a história brasileira jamais será vermelha, com vão livre, com tudo.

Censura na cultura, tanto bate até fura.

…e as ruas seguem vazias.

Fonte: Revista Fórum e Jornalistas Livres







Obrigado!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
close-alt close collapse comment ellipsis expand gallery heart lock menu next pinned previous reply search share star