Paladino da justiça…

Mais um? Já vimos esse filme antes. Sabemos como termina. Mas a necessidade de elegermos indivíduos como salvadores da pátria, como heróis, como legítimos defensores da lei – seja ela qual for, desde que…– em favor da ordem – …sirva aos interesses do transbordante bolso do patrão –, é soberana, graças à doutrinação individualista que nos bombardeia diariamente desde que o mundo aceitou de bom grado ter sua mente colonizada pelo deus acima de tudo, amém.

Alexandre de Moraes não é herói. Tal qual outros ministros da corte suprema, costuma decidir em favor do patrão, como quando na semana passada, como relator, decidiu ser inconstitucional empregadores pagaram multa no dobro do valor do benefício caso atrasem o pagamento de férias e licenças remuneradas, sem que nenhuma punição fosse estabelecida ao empregador. Ou seja, tem que pagar em dia, mas se quiser nem precisa pagar nada. Suas decisões acertadas no tocante aos devaneios imperiais do execrabilíssimo presidente da república dos caetanos, Jair Bolsonaro, estão em mera consonância com a tarefa que lhe foi dada a cumprir: a defesa da Constituição Federal em favor da democracia e do povo brasileiro.

Alexandre de Moraes não é herói… e a boiada continua passando, com supremo, com tudo.



Obrigado!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
close-alt close collapse comment ellipsis expand gallery heart lock menu next pinned previous reply search share star