No apagar das luzes

Enquanto a esquerda celebra a derrubada dos vetos do execrabilíssimo presidente da república dos caetanes, Jair Bolsonaro, às leis Aldir Blanc 2 e Paulo Gustavo, entre uma piscada e outra do estrobo na festança, o mesmo Congresso Nacional, na mesma noite de terça-feira, 5 de julho, manteve os vetos que autorizaram a privatização da Eletrobras, entre eles o que proíbe que funcionários demitidos sem justa causa durante os primeiros 12 meses do processo de privatização sejam reaproveitados. Ou seja, além do tão alardeado aumento na conta de luz, mais desemprego, mais fome, mais desespero, taoquei.

…mas é que a histeria cintilante unicórnica arcoirídica do já ganhou tomou conta da esquerda que já nem percebe que a luz no fim do túnel tá apagada e quem acende é o patrão, amém.

O apagão é ético, é moral, é político, é cultural.

Obrigado!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
close-alt close collapse comment ellipsis expand gallery heart lock menu next pinned previous reply search share star