Huck, o Canalha Oportunista e Seu Gancho Golpista

A saga do Capitão Huck e seu Gancho Golpista, cuja nau Global navega por mares de estratosféricas cifras desde que o destemido capitão abriu mão de pleitear a tão cobiçada faixa presidencial da república dos e daís para decepção de toda uma geração de jovens empreendedores preparados para dar o sangue (dos outros) pelas transformações que o brazil precisa, traz um novo episódio, curto, mas não menos repugnante, plim, plim.

Dessa feita, Huck – bem como um catatau de gente à espera da oportunidade de ouro para expandir os negócios – resolveu explorar a indignação nacional com o assassinato brutal por espancamento do congolês Moise Kabagambe, no dia 24 de janeiro, após ter ido cobrar o dono do quiosque Tropicália, na rica Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, por duas diárias de trabalho não pagas. Em seu programa, onde costuma humilhar pessoas pobres com seus jogos dominicais, Huck rompeu fronteiras humilhando e constrangendo pobres estrangeiros refugiados no Brasil exibindo um documentário sobre o tema sob o pretexto de homenagear Moise e as comunidades de refugiados do país, para deleite da afetada burguesia limpinha cheirosa brasileira e seu divino direito de exercer assistencialismo de fachada com deus acima de tudo, amém.

Não bastassem as inúmeras denúncias trabalhistas contra o restaurante Madero – orgulhoso patrocinador dessa aventura –, desde péssimas condições nos alojamentos dos funcionários – coincidentemente, muitos estrangeiros refugiados – ao não pagamento de direitos, lembremos que Huck é sócio de Junior Durski no empreendimento, aquele que no início de 2020 declarou que o Brasil não poderia parar por que morreriam de 5 a 7 mil pessoas vítimas de covid-19. De lá pra cá, mais de 630 mil pessoas morreram de covid, dentre elas, trabalhadores e trabalhadoras imigrantes e refugiados que não puderam parar de servir à sanha famélica do insaciável bolso do patrão.

O capitão Huck, acometido de baixa aprovação da audiência, zarpou para mais uma semana distante da Terra do Nunca, mas promete não se ausentar dos mares do sul por muito tempo, aguardando ansiosamente para enfiar seu lustroso gancho oportunista em mais um empreendimento golpista.

Obrigado!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
close-alt close collapse comment ellipsis expand gallery heart lock menu next pinned previous reply search share star