Força-tarefa para entregar o brazil

O mais que suspeito ex-juiz-ministro-marreco da justiça branca do sul, Sergio Moro, mal filiou-se hoje ao Fod… ops!, Podemos, e já chegou chegando declarando em seu discurso cheio de jargões político-policialescos que sua proposta para o Brasil é uma “Força-Tarefa de Erradicação da Pobreza… uma Operação Especial permanente que atuará como uma agência independente…”. Não, você não entrou de repente em um seriado policial enlatado norte-americano cheio de testosterona fascista maquiada de heroísmo liberal limpinho cheiroso… eu ouvi uma águia?… não, é um marreco, quá.

Moro não consegue, mesmo com suas idas ao fono, quá, se desconectar do discurso fascista – guerra, violência, corrupção, patriotismo, deus, ódio – que o inflou às alturas paladínicas lavajatescas aduladas pela burguesia eugenista brasileira, tão cheia de ares ufanos e fedorentos quanto seu ídolo, motivo pelo qual tanto se identificam com o projeto do excrementíssimo presidente da república dos e daís, Jair Bolsonaro, pfiu, pfiu.

Certa feita, Rosângela Moro, sua esposa, afirmou sem titubear que via em Moro e Bolsonaro uma coisa só. Ora, quem somos nós, meros militantes sem carteirinha pra entrar no clubinho, para discordar daquela que todo dia acorda ao seu lado, que todo dia compartilha o cheiro de pum debaixo do edredom? Mas não é bem assim que pensa a súcia fedorenta que o apoia. Para eles, Bolsonaro, apesar do sobrenome italiano, essa herança europeia tão cheia de submissão canina, é rude, grosseiro e incapaz de manter secreto o orçamento secreto, pô. Moro, por sua vez, tem todas as qualidades de um verdadeiro vira-lata branco rico antipoliticamente doutrinado nas melhores escolas bilíngues e universidades de louros e letras, devidamente certificado com um tocante storytelling marqueteiro de superação e mérito individualista em nome de deus, amém.

É o bolsonarismo em sua mais perfeita perfeição; o sonho das elites eugenistas, da mídia golpista, da onanista mão invisível do mercado: o bolsonarismo sem Bolsonaro, quá!

A terceira via é um belíssimo atalho repleto de paisagens paradisíacas que desemboca sorridente na primeira via, taoquei.

Obrigado!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
close-alt close collapse comment ellipsis expand gallery heart lock menu next pinned previous reply search share star