Miliciana, recatada e do lar, taoquei.

A primeira-dama do brazil, Hey Michelle!, enciumada com os holofotes da nação apontados para a ex-esposa do coprolalíssimo presidente Jair Bolsonaro por seu envolvimento nas rachadinhas e outras corruptelas da família, resolveu mostrar a todas e todos que não chegou onde está à toa, que para envergar tamanha responsabilidade é preciso ser mais que bela, recatada e do lar: é preciso ser corrupta tal qual versa a cartilha da família miliciana, taoquei.

Hey Michelle – que ainda não respondeu sobre o cheque de R$ 89 mil que recebeu do Queiroz – pediu à Caixa, com a anuência de seu presidente, Pedro Guimarães, que facilitasse os pedidos de empréstimo de empresários bolsonaristas e amigos da familícia, praticando crime de tráfico de influência – como denunciado ao MPF –, obviamente, negado por todo mundo envolvido no caso. Afinal, corrupção quem faz são os outros. Desviar R$ 7 milhões destinados para a compra de testes de covid em plena pandemia para doá-los à ongs fundamentalistas religiosas antiaborto/pró-vida não é crime, é caridade, aleluia amém.

Ah, mas amanhã tudo acaba, é sábado, dia de fazer de conta que quem manda não é o patrão, com supremo, com tudo, plim, plim…

Obrigado!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
close-alt close collapse comment ellipsis expand gallery heart lock menu next pinned previous reply search share star