No apagar das luzes

Segundo o embosteladíssimo presidente da república das riscas no chão, Jair Bolsonaro, estamos “no limite do limite” da crise hídrica. Por esse motivo, fez ontem em sua láive um apelo para que o povo brazileiro “apague uma luz agora!”. Afinal, a culpa de um apagão de proporções continentais será sua, não das indústrias ou do piromaníaco agronegócio que consomem toda a água e energia produzida nas hidrelétricas para exportar toda sua produção e manter o bolso do patrão transbordante enquanto você passa fome, taoquei.

O apagão é moral, ético? Mesmo? Pelo que testemunhamos, a moral da história é que o viralatismo está no DNA do povo brasileiro, sempre disposto a defender com unhas e dentes já debilitados pela inanição intelectual voluntária o flatulento liberalismo individualista limpinho cheiroso em detrimento da vida alheia.

Paralisação geral já! Aliás! Mobilização. Paralisados já estamos, não é?








Obrigado!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
close-alt close collapse comment ellipsis expand gallery heart lock menu next pinned previous reply search share star