Habeas porcus

Impossibilitado de deixar o país – regalo concedido ao analfabetíssimo ex-ministro da educa$$aum, Abraham Weintraub, protagonista de uma espetacular fuga notívaga para os EUA – não só devido a sua incompetência geográfica, também por conta da intimação a depor como testemunha na CPI da Covid no Senado Federal acerca das denúncias de crimes perpetrados pelo embosteladíssimo presidente da república dos e daís, Jair Bolsonaro, durante sua permanência no cargo, onde caiu de paraquedas, de ministro da $aúde dos Rico$, o general Eduardo Pazuello tenta, com a ajuda da AGU, obter um habeas corpus no STF que o impeça de falar durante o interrogatório do próximo dia 19 na comissão. Como a desculpa de que estaria infectado com covid-19 não colou, uma vez que tomou um café com Bolsonaro no Palácio do Planalto durante o período de isolamento dias depois de anunciar estar impossibilitado, o jeito é apelar para, vejam só, a lei, essa que, quando é cumprida ou divergente em desfavor das sandices do governo federal e seus hidrofóbicos defensores é destratada, insultada, ultrajada sem cerimônias, taoquei.

A depender do humor do ministro, ou ministra, do STF que receber o pedido de habeas corpus, o próximo passo será recorrer ao Adélio Bispo, amém.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
close-alt close collapse comment ellipsis expand gallery heart lock menu next pinned previous reply search share star