Não vamos chorar o leite derramado

Ontem, o execrabilíssimo presidente da república dos defensores de bilionários, Jair Bolsonaro, reuniu-se, junto de uma comitiva de ministros, à nata podre do empresariado brasileiro para, presencialmente, garantir a eles-las-lis-los-lus que seus desejos serão realizados – como prometido nas eleições – e que estarão, muito em breve, imunizados contra o covid-19, uma vez que já estão vacinados contra a fome, o desemprego e outras das inúmeras mazelas que atingem o povo brasileiro, mas nunca, jamais, os devotos seguidores do deus capital e sua infindável glutonice, amém.

Poucas horas antes, Bolsonaro declarou que “não vamos chorar o leite derramado”, reforçando que o país não vai entrar em lockdown, ameaçando, só pra variar, com as Forças Armadas as tentativas de governadores e prefeitos de salvarem as vidas de seus cidadãos. E o país inteiro, chocado, faz mais uma risca no chão, taoquei.

Empresários comprarão vacinas para supostamente imunizara seus funcionários, o que vai lhes custar uma fortuna, e serão agraciados com isenções ainda a serem definidas pelo Projeto de Lei, se o senado aprovar. No entanto, como apontou a deputada federal, Nathalia Bonavides, ricos poderão unir-se em grupos e criar um CNPJ qualquer para adquirir as vacinas sem que precisem vacinar funcionários – que certamente serão seus filhos e familiares próximos –, ou doá-las ao SUS para a imunização dos grupos prioritários, garantindo a própria imunidade e dos seus. As possibilidades de burlar essa lei são praticamente infinitas no país do fura-fila e do jeitinho brasileiro. Basta usar a imaginação limpinha cheirosa que lhes deu tanto sucesso na vida.

Hoje, mais um recorde de mortes: 4.249 vidas ceifadas pelo covid-19 e o negacionismo oportunista das elites, da classe média vira-lata, dos isentões e de toda a fascistália que jorra pelos esgotos do país.

Amanhã, apenas duas certezas: Bolsonaro seguirá no poder e os brasileiros seguirão riscando o chão, mesmo que este já esteja inundado de sangue.

Somos cúmplices.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
close-alt close collapse comment ellipsis expand gallery heart lock menu next pinned previous reply search share star