…mas livrai-me do Lula, amém

Demorou! O putrefatíssimo presidente da república das eternas riscas no chão, Jair Bolsonaro, voltou atrás e, no que muitos consideram seu pior momento, perdoou as dívidas bilionárias das igrejas evangélicas, aquelas que, em setembro passado, inflamaram a indignação seletiva da lacrolândia quando deputados e deputadas da esquerda votaram a favor do perdão – uma vez que não existem só igrejas e templos cristãos no país do Ex-tado Laico que ainda é uma democracia, salvo engano. Oportunista, vendo a esquerda sendo repudiada por tal atitude, Bolsonaro vetou o famigerado perdão bilionário às igrejas, declarando em seu veto que, mesmo por entender que o perdão às dívidas de seus mais estimados amigos no campo evangélico, fecunda gleba para seu desejo de reeleição, mesmo por achar uma justa demanda, veta o perdão no intuito de fazer de “tudo para que eu evite um quase certo processo de impeachment…”. Em seguida, Bolsonaro informa ao Congresso que “o veto não impede a manutenção de diálogos…”, sugerindo cinicamente que seu veto seja derrubado, taoquei.

E aí está. O Congresso pautará o tema que tem a simpatia da grande maioria conservadora das duas casas “do povo”, e, logicamente, da bancada evangélica, esse cancro incurável. Com o cenário alterado com o retorno dos direitos políticos do único brasileiro realmente capaz de derrubá-lo nas eleições presidenciais de 2022, o ex-presidente Lula, o bufão genocida recorreu aos vendilhões dos templos para que esses o socorram com seu charlatanismo, com sua canalhice materialista para salvarem seu representante feito imagem e semelhança, com deu$ a$$ima de tudo, amém.

Toleramos o intolerável. As intimidações e perseguições contra quem critica Bolsonaro aumentam, configurando um verdadeiro Estado de Exceção, uma verdadeira ditadura, combatida pela esquerda com panelaços e carreatas – produtos da direita fascista –, enquanto morrem aos milhares os descartáveis da força de trabalho que mantém a engrenagem rodando, e os ricos mais ricos, crentes que estão cumprindo seu divino papel no grande plano da vida limpinha cheirosa de propaganda de margarina.

Somos cúmplices.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
close-alt close collapse comment ellipsis expand gallery heart lock menu next pinned previous reply search share star