Fascismo não se discute, se destrói.

O padre Júlio Lancelotti, da Pastoral do Povo de Rua da Arquidiocese de São Paulo, indignado com a atitude fascista higienista do prefeito Bruno Covas de colocar pedras logo abaixo do viaduto do Tatuapé, em São Paulo, para expulsar moradores de rua, foi hoje até o local empunhando uma marreta e quebrou as pedras que foram lá colocadas ontem por trabalhadores da administração municipal tucana, esses que gostam de meter bala de borracha em morador de rua e professor, roubar merenda e distribuir ração em nome do deus glutão, amém.

Fica a mensagem para tempos sombrios como esses em que genocidas cristãos tomam o poder enquanto o liberalismo limpinho cheiroso lobotomiza as cabeças com seus realitichous: fascismo não se discute, se destrói.

Uma vez
Mensal
Anualmente

Gostou dessa publicação? Apoie este trabalho fazendo uma doação única. Obrigado.

Gostou dessa publicação? Apoie este trabalho fazendo uma doação mensal. Obrigado.

Gostou dessa publicação? Apoie este trabalho fazendo uma doação anual. Obrigado.

Escolha um valor

R$5,00
R$15,00
R$100,00
R$5,00
R$15,00
R$100,00
R$5,00
R$15,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Faça uma doaçãoDoar mensalmenteDoar anualmente

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
close-alt close collapse comment ellipsis expand gallery heart lock menu next pinned previous reply search share star