Um pano muito difícil

Rodrigo Maia, o passapanista-mor da república das escolhas muito difíceis, decidiu romper com sua agenda negacionista – ora, quem nega crimes que estão sendo perpetrados sistematicamente à luz do dia durante dois anos é o que, então? – e ameaça pautar um pedido de impeachment em seu último dia como presidente da Câmara dos Deputados. O motivo dessa reviravolta foi o resultado de uma reunião tumultuada que Maia teve com líderes de partidos em que o seu partido, o DEM, decidiu pular fora da barriga de Baleia Rossi e colocar-se como neutro, liberando seus deputados para votarem livremente – leia-se, em Arthur Lira, candidato de Bolsonaro, como é de se esperar de um partido que se disfarça de democrata mas que não passa de filhote da ditadura. O caldo entornou. Maia anunciou que deixará o partido e que fará um pronunciamento sobre seu apoio ao impeachment de Boslonaro, que mandou um recado debochado recheado com leite condensado: “seja feliz, tudo acaba um dia”, taoquei.

Há quem duvide que Maia abrirá o impeachment para não incomodar o onanista de mãos invisíveis, o soberano mercado financeiro, esse que lucra horrores estratosféricos, com impeachment, com tudo. Por esse motivo, Rodrigo Maia tem em suas mãos um dilema ímpar para um neoliberal birrento que teve mais de 60 oportunidades de fazer o que ameaça fazer antes de chegarmos às quase 230 mil mortes por covid-19 no país: passar pano para o mercado financeiro fascista ou passar pano para a política genocida instalada no país? Como o “antes tarde do que nunca” vai viralizar no país, nunca é tarde pra lembrar que Maia foi um dos articuladores do golpe fascista contra Dilma financiado pelo mercado financeiro, entre outros, plim, plim.

Somos uma sociedade hedonista em decadência moral. Tudo se resume em prazer. E o que vemos na atitude imatura de Maia é o prazer de ver o circo pegar fogo, doa a quem doer, incentivado e aplaudido pelo revanchismo hedonista da esquerda que confia cegamente nas panelas e buzinas de seu algoz, a burguesia vira-lata brasileira, pfiu, pfiu, amém.

Uma vez
Mensal
Anualmente

Gostou dessa publicação? Apoie este trabalho fazendo uma doação única. Obrigado.

Gostou dessa publicação? Apoie este trabalho fazendo uma doação mensal. Obrigado.

Gostou dessa publicação? Apoie este trabalho fazendo uma doação anual. Obrigado.

Escolha um valor

R$5,00
R$15,00
R$100,00
R$5,00
R$15,00
R$100,00
R$5,00
R$15,00
R$100,00

Ou insira uma quantia personalizada

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Faça uma doaçãoDoar mensalmenteDoar anualmente

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
close-alt close collapse comment ellipsis expand gallery heart lock menu next pinned previous reply search share star